Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Estreantes em Palmeiras x Corinthians, técnicos tentam frustrar boa fase do adversário

Times de Abel Ferreira e Vagner Mancini se enfrentam no Allianz Parque nesta segunda, às 19h

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

18 de janeiro de 2021 | 05h00

O primeiro encontro de 2021 entre Palmeiras e Corinthians será nesta segunda-feira, às 19h, no Allianz Parque, em uma partida válida ainda pelo Campeonato Brasileiro do ano passado, mas com uma novidade para os dois treinadores envolvidos. O alviverde Abel Ferreira e o alvinegro Vágner Mancini vão poder pela primeira vez experimentar a rivalidade do dérbi e podem frustrar a boa fase vivida pelo adversário.

O clássico entre as duas equipes no primeiro turno foi disputado em setembro, quando Tiago Nunes e Vanderlei Luxemburgo ainda eram os comandantes. No mês seguinte, os dois clubes trocaram de técnico. Agora, os dois estreantes em dérbi se enfrentam justamente quando vivem o ápice de seus respectivos trabalhos. O treinador português acaba de classificar o Palmeiras à final da Libertadores, enquanto o técnico corintiano vive a tranquilidade de estar há sete partidas sem perder.

Abel terá pela frente em breve também a decisão da Copa do Brasil e mesmo com a agenda lotada, o plano não é poupar. "Temos uma política, que é o Palmeiras entrar para ganhar em todos os jogos. Definimos o time de acordo com os que estão melhores preparados para cada jogo", comentou o auxiliar técnico da equipe, João Martins. A tendência é a formação ser parecida à usada na última terça, diante do River.

O clássico com o Corinthians deveria ter sido disputado dia 6, mas foi remarcado justamente pela coincidência de data com a semifinal da Libertadores. O dérbi é importante até mesmo para a proposta do Palmeiras de não deixar de lado o Brasileirão. A equipe alviverde está na 6ª posição e se vencer, garante uma vantagem ao rival, que tenta justamente entrar na zona de classificação para a próxima Libertadores.

Apesar da longa experiência como jogador e técnico no futebol brasileiro, Mancini ainda não teve a oportunidade de dirigir o Corinthians diante do maior rival. A equipe goleou na última quarta-feira o Fluminense por 5 a 0, o maior placar da história dos confrontos, e cada vez mais se consolida com objetivos maiores. Se o técnico foi trazido para evitar o rebaixamento, agora pode a vaga na Libertadores passa a ser a meta.

O Corinthians deve repetir a formação utilizada na goleada. A equipe tem na memória uma espécie de receita para se dar bem diante de favoritos. Vitórias por 1 a 0 dentro de casa diante dos então líderes Inter e São Paulo foram resultados que ajudaram a equipe a se reerguer e a chegar neste dérbi contra o Palmeiras com a confiança de que pode até mesmo atrapalhar o sonho do rival de ganhar a Libertadores.

"Neste momento, uma derrota do Palmeiras pode significar algum tipo de agitação para as finais que eles vão ter na sequência. É importante que tenhamos um bom desempenho", disse o técnico Mancini em entrevista à rádio Salvador FM. "Nossa equipe vem bem, está há sete jogos invicta, com só um gol sofrido neste período, mas isso não é suficiente para enfrentar o Palmeiras em igualdade de condições. Temos que ter um jogo maduro", acrescentou.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X CORINTHIANS

PALMEIRAS: Weverton, Mayke, Luan, Alan Empereur e Matías Viña; Danilo, Zé Rafael (Raphael Veiga) e Gabriel Menino; Rony, Gustavo Scarpa e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Jemerson, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Cantillo; Gustavo Silva, Cazares e Mateus Vital; Jô. Técnico: Vágner Mancini.

Árbitro: Jean Gonçalves Lima (RS)

Horário: 19h

Local: Allianz Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.