Estrela da Costa Rica diz que time pode bater a Alemanha

Os jogadores da seleção da Costa Rica admitem que ficarão satisfeitos, caso conquistem um empate no jogo de abertura da Copa do Mundo, na sexta-feira, contra a anfitriã Alemanha. Mas acreditam que podem surpreender os alemães. O volante Walter Centeno, considerado por muitos o melhor jogador da seleção, assegurou que a equipe tem trabalhado o aspecto psicológico para entrar em campo com a disposição necessária para enfrentar os alemães. De acordo com Centeno, o técnico brasileiro Alexandre Guimarães tem reforçado que suportar a pressão dos primeiros 15 minutos será fundamental."Sabemos que nos primeiros minutos os alemães pressionarão muito e temos que estar preparados para isso", disse Centeno. Ainda de acordo com o volante, a Costa Rica tem trabalhado o contra-ataque para que a bola passe mais rapidamente da defesa para o ataque. A seleção, que disputa sua segunda Copa consecutiva, perdeu os cinco amistosos que disputou na preparação para o Mundial. Mesmo assim, os jogadores afirmam que a Costa Rica tem um ponto a favor na sexta-feira. "A Alemanha, por ser anfitriã, sofrerá a pressão da torcida, que cobrará a vitória", afirmou o meio-campista Carlos Hernandez.Em 2002, a Costa Rica estava no grupo do Brasil e foi eliminada logo na primeira fase. Além do jogo de abertura contra a Alemanha em 9 de junho, na cidade de Munique, a equipe centro-americana enfrenta também Equador e Polônia no Grupo A.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.