Estudo aconselha times a chegar pouco antes de jogo na altitude

Diversos estudos realizados pela Federação Boliviana de Futebol (FBF) recomendam chegar apenas horas antes de uma partida na altitude para não afetar o desempenho dos jogadores.

DIEGO ORÉ, REUTERS

22 de julho de 2009 | 21h58

Chegar em cima da hora, jogar e partir logo depois atenua os efeitos da altitude, afirmou comissão de médicos que realizou durante duas semanas testes para provar à Fifa que não deve ratificar a proibição para a disputa de jogos de futebol a mais de 2.750 metros acima do nível do mar.

"Chegar somente algumas horas antes, jogar e ir é o melhor para que a altura não afete os jogadores", disse à Reuters o presidente da comissão médica da FBF, Ivo Eterovic.

"Fisiologicamente o corpo humano começa a responder (à altura) a partir da quarta ou quinta hora", acrescentou.

Em dezembro de 2007, a Fifa anunciou a proibição de jogos na altitude que foi suspensa temporariamente em maio de 2008.

A entidade deve recomendar às 208 federações associadas, durante reunião em outubro, um período de adaptação de duas semanas antes de jogar na altitude.

"Segundo os estudos que concluímos, não é necessário um período de adaptação. Já não há porque vetar o futebol na altitude", afirmou Eterovic.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTESTUDOALTITUDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.