Estudo revela falência de clubes tradicionais da Europa

Os campeonatos de futebol da Itália, Espanha e Inglaterra estão à beira da falência por causa dos altíssimos salários pagos a seus jogadores. A constatação está em relatório da consultoria AT Kearney, publicado nesta quarta-feira pelo jornal espanhol El País.

AE, Agência Estado

14 de julho de 2010 | 17h48

Só os campeonatos da Alemanha e França são considerados lucrativos - 2% e 1%, respectivamente. Na Itália, o prejuízo é de 12%, na Espanha é de 7% e, na Inglaterra, de 5%.

O relatório diz que, se estes campeonatos deficitários fossem empresas, "estariam falidas em menos de dois anos", e faz um grave alerta: "Não é absurdo pensar que alguns clubes podem fechar as portas num prazo médio" - não especificado no relatório.

Segundo a AT Kearney, a forma da escolha dos presidentes de clubes como Barcelona e Real Madrid - os dois que mais investem na contratação de "estrelas" internacionais - é feita por sócios e iniciativas como realizar grandes contratações são muito mais populares que o aumento do preço dos ingressos ou obtenção de novos patrocinadores.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEuropafalênciacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.