Esvaziado, Paulista define os finalistas

A primeira fase do Campeonato Paulista termina neste domingo sem ter empolgado o torcedor. E motivos não faltaram: o regulamento nada convencional, com número ímpar de equipes, o alto preço dos ingressos de arquibancada para os padrões brasileiros (R$ 20,00) e a péssima qualidade de boa parte das equipes. A rodada derradeira tampouco promete grandes emoções para os chamados grandes do Estado. São Paulo, Santos e Palmeiras já estão classificados para as quartas-de-final e cumprem tabela e o Corinthians, eliminado, luta ?apenas? para não ser rebaixado. Mesmo assim, a possibilidade de cair é remota. Basta passar pela Portuguesa Santista para se livrar do descenso. Ainda que perca, dependerá de empate ou vitória do São Paulo contra o Juventus, resultado bastante provável.A primeira etapa do torneio foi marcada por sucessivos protestos dos torcedores, que não compareceram aos estádios por causa do aumento do preço das entradas, que dobrou em relação a 2003. O importante confronto entre Corinthians e Juventus, por exemplo, recebeu só 3.669 pagantes. E tinha um atrativo: a estréia de Oswaldo de Oliveira no comando corintiano.O São Paulo levou mais público ao Morumbi contra o Cobreloa ? quase 55 mil pessoas ?, pela Libertadores, do que em todos os seus jogos do Estadual somados. ?O Paulista é importante, mas não dá para comparar com a importância da Libertadores?, comentou o atacante são-paulino Luís Fabiano. O palmeirense, que lotou o Palestra Itália na maioria das partidas da Série B, em 2003, também não se animou em prestigiar a equipe. O Palmeiras só alcançou número relativamente expressivo no clássico contra o Santos ? 18.387 pagantes. ?É ruim para o Estadual não ter um clássico como Palmeiras x Corinthians?, opina o meia palmeirense Pedrinho.O regulamento apresenta falhas e uma das principais está no cruzamento dos classificados. O campeão do grupo 1 pode enfrentar o vencedor do grupo 2 já na semifinal e não na final como deveria ocorrer. Outro fator que prejudicou a disputa foi a divisão das chaves. A 2 ficou bem mais forte que a 1. O São Caetano, que fez boa campanha, pode acabar fora por ter caído ao lado de equipes mais fortes, enquanto América, Rio Branco e Barbarense, com aproveitamento pífio, têm mais chances de avançar às quartas-de-final, por causa da fragilidade dos rivais.No grupo 1, em que apenas o São Paulo está garantido, restam três vagas para Ponte Preta, Santista, América, Barbarense, Rio Branco, Portuguesa e Atlético Sorocaba. No outro, só há uma para Marília, São Caetano e Santo André ? Paulista, Santos e Palmeiras já se classificaram. As quartas-de-final, disputadas em apenas um jogo, serão realizadas no próximo fim de semana.Apesar dos problemas e do fracasso corintiano, a primeira fase do Estadual teve seus pontos positivos, como a boa média de gols ? 3,28 por partida ?, o ótimo desempenho do Paulista de Jundiaí, os bonitos gols de Vágner Love e Luís Fabiano e algumas belas apresentações do Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.