Eto'o diz que será difícil bater a Inter no Mundial

A má fase da Inter de Milão na temporada não desanima o atacante Samuel Eto''o. Apesar da fraca campanha no Campeonato Italiano até o momento - o time figura hoje na sétima colocação - e de o clube ter se classificado apenas na segunda colocação do Grupo A da Liga dos Campeões da Europa, atrás do Tottenham, o jogador afirmou que se a equipe jogar o que pode será difícil batê-los no Mundial de Clubes.

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2010 | 13h08

"Geralmente, seja qual for o adversário, nos concentramos, primeiramente, em nós mesmos. Se mostrarmos a nossa melhor face, vai ser difícil nos vencerem", declarou o atacante camaronês em entrevista ao site oficial da Fifa, lembrando que a Inter enfrenta o Seongnam, da Coreia do Sul, nesta quarta-feira, pelas semifinais do torneio.

A fase ruim na atual temporada contrasta com a grande campanha da equipe na temporada 2009/2010. Campeã italiana, da Copa da Itália e da Liga dos Campeões da Europa, a equipe parecia ser invencível. No entanto, para Eto''o, nem a boa fase era motivo para exagero nas comemorações, nem o atual momento pede tanta preocupação.

"Nunca vimos a nós mesmos como a melhor equipe do mundo. E, desde o início da temporada, sabemos que temos de defender tudo o que ganhamos no ano passado. Isso é difícil! As lesões não ajudaram. Não fizemos dois jogos seguidos com a mesma equipe. A cada vez, precisávamos nos adaptar. Mas, apesar disso, não perdemos tudo (os títulos disputados pela equipe na atual temporada)", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.