Eto'o marca três e Chelsea vence clássico contra o Manchester United

Equipe londrina continua perto dos líderes do Campeonato Inglês

Agência Estado

19 de janeiro de 2014 | 16h00

LONDRES - O jogo mais aguardado desta 22.ª rodada do Campeonato Inglês não teve o equilíbrio esperado. Em dia muito inspirado de Samuel Eto'o, o Chelsea derrotou o Manchester United sem maiores dificuldades, no Stamford Bridge. O camaronês lembrou seus melhores dias de Barcelona e marcou três vezes para liderar sua equipe ao triunfo por 3 a 1.

O resultado confirma o Chelsea entre os postulantes ao título inglês. A equipe está na terceira posição, com 49 pontos, e segue de perto o líder Arsenal, que tem 51, e o vice-líder Manchester City, com 50. Além disso, o time de José Mourinho abre vantagem confortável para o quarto colocado Liverpool, que tem 43.

Por outro lado, o Manchester United segue fazendo campanha irregular sob o comando de David Moyes e é apenas o sétimo colocado na tabela, com 37 pontos. Na próxima rodada, a equipe tentará a recuperação diante do Cardiff, em casa, no dia 28, terça-feira. Já o Chelsea pegará o West Ham no dia seguinte, novamente no Stamford Bridge.

O JOGO

O confronto deste domingo foi um show particular de Samuel Eto'o, que começou aos 17 minutos, com o primeiro gol do camaronês. Ele recebeu pelo lado direito, pedalou para cima de Phil Jones, cortou para o meio e bateu de esquerda. A bola ainda desviou no pé de Carrick e encobriu o goleiro De Gea, entrando no ângulo direito.

O gol não diminuiu o poder ofensivo do Chelsea, que aumentou aos 45. Ramires começou a jogada pelo meio e encontrou Cahill pela direita. O zagueiro cruzou para Eto'o, que, sozinho, só completou para o gol. A desvantagem fez o Manchester voltar com tudo para o segundo tempo, mas logo de cara a equipe sofreu mais um golpe. Após cobrança de escanteio e defesa de De Gea na cabeçada de Cahill, Eto'o fez seu terceiro, aos quatro minutos.

O Chelsea, então, finalmente relaxou e começou a tocar a bola de lado, esperando pelo fim da partida. Com o adversário desligado, o Manchester ainda conseguiu diminuir aos 33. Após boa jogada pela direita, Jones recebeu e tentou a finalização. A bola ia para fora, mas Chicharito Hernández se tacou de carrinho e marcou. Os visitantes ainda tentaram uma reação, mas já era tarde. Nos acréscimos, Vidic ainda foi expulso, enterrando de vez as chances da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.