Eto´o volta a treinar no Barcelona após quatro meses

Preocupados com a queda do rendimento do ataque no últimos meses, os torcedores do Barcelona voltaram a respirar uma pouco mais aliviado. Isso porque o camaronês Samuel Eto´o voltou a treinar nesta segunda-feira no clube catalão após ficar quase quatro meses parado devido a uma cirurgia no menisco do joelho direito.O jogador, no entanto, não revelou quando pretender regressar aos gramados. "Não vou colocar meu joelho em perigo por causa de dois ou três dias, quero voltar para valer, sem ter de parar novamente. Desejo desfrutar do futebol por muitos anos ainda", explicou o atacante. Ele sofreu a contusão no local no dia 27 de setembro, na partida diante do alemão Werder Bremen, pela Liga dos Campeões.Nesta primeira semana, o camaronês vai fazer apenas trabalhos físicos para depois passar a treinar com os demais companheiros. O camisa 9 do Barça já estava fazendo sessões de fisioterapia com o médico Emili Ricart, que recuperou o meia Xavi Hernández na temporada passada. "Foi complicado ficar sem ver os meus colegas durante esse período. Tive que me acostumar a ficar horas e horas só na cama", comentou o atleta.Depois da derrota no último fim de semana no clássico com o Espanyol, a equipe catalã desperdiçou a oportunidade de reassumir a liderança do Campeonato Espanhol e ainda viu o rival Real Madrid encostar na segunda colocação - o líder é o Sevilla, com 37 pontos, dois a mais que os adversários. Somado a isso, as cobranças sobre o técnico Frank Rijkaard aumentaram ainda mais."Temos que ter calma. A Liga é muito longa e vamos nos preocupar ao longo das partidas. Quem tiver o melhor trabalho irá levar o título, não precisamos fazer contas neste momento", analisou o atacante, que, na semana passada, disse que ainda sonha em ser o artilheiro do Nacional - ele marcou quatro vezes, 11 a menos que o malinês Kanouté, do Sevilla.Apesar da tranqüilidade do atleta africano, vale lembrar que o Barcelona quase não conseguiu a classificação às oitavas-de-final da Liga e ainda foi derrotado na final da Copa do Mundo de Clubes da Fifa pelo brasileiro Internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.