Etti vai chamar Jundiaí Futebol Ltda.

O fim do contrato entre a Parmalat e o Paulista de Jundiaí foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube, na noite de terça-feira. Mas a equipe não poderá usar o próprio nome de Paulista, no lugar do Etti, até dezembro. Assim, ela vai se chamar Jundiaí Futebol Ltda.O motivo seria uma ordem da multinacional italiana para que não seja usado o nome de uma concorrente do mercado de leites. O presidente do Paulista, Eduardo dos Santos Palhares, nega que a Parmalat tenha proibido o uso do nome Paulista. Ele disse que foi uma decisão "de iniciativa da própria diretoria, porque a Parmalat vai continuar colaborando com a gente até o final do ano, com pagamentos de indenizações". O dirigente disse que há muita intriga no meio e não quer polemizar. "Foi iniciativa nossa, não da Parmalat." Com o fim do Etti, o Jundiaí Futebol Ltda. terá liberdade para buscar novo patrocinador, desde que ele não seja concorrente da Parmalat. Os espaços publicitários do estádio Jaime Cintra foram liberados e, de acordo com Eduardo Palhares, a empresa italiana e o Paulista vão ser donos de 50% dos passes de todos atletas, com exceção dos jogadores Artur e Tiago. Nesses dois casos, a Parmalat será dona de 90% dos passes, "para poder aproveitá-los" e conseguir um bom negócio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.