Etti vai liberar Zinho e Goiano

Mesmo sem saber se disputará a Série B ou C, o Etti Jundiaí já está se preparando para a disputa do Campeonato Brasileiro no segundo semestre. O atacante Zinho e o volante Luís Carlos Goiano devem deixar o elenco. Os dois experientes jogadores foram muito importantes na conquista da A2 paulista, mas não estão nos planos da diretoria do clube.Zinho e Goiano já receberam propostas de outros times e não se encaixam no perfil do Etti para a disputa do Campeonato Brasileiro e também, para a disputa do Torneio Rio-São Paulo em 2002. Além disso, os dois recebem salários altos e são donos de seus passes, inviabilizando uma venda no futuro.Goiano, de 32 anos, teve passagens por Novorizontino, Ponte Preta, São Paulo, Atlético-PR e Grêmio, onde conquistou vários títulos sob o comando de Luiz Felipe Scolari. Zinho, de 35 anos, foi muito importante no título do Etti na A2, marcando gols decisivos. Antes de ir para Jundiaí, ele estava na Portuguesa Santista.Além dos dois, outros jogadores que estavam emprestados já deixaram o time de Jundiaí. São os casos do zagueiro Jairo, que retornou ao Gama, e dos meias Marlon e Fantick, que voltaram para Cruzeiro e Coritiba, respectivamente.Enquanto isso, a diretoria trabalha para contratar alguns reforços. A idéia é trazer jogadores com o passe preso à Parmalat. O volante Lauro, que já jogou no Juventude e Palmeiras, já está em Jundiaí treinando com o restante do time. Outro nome certo é o do zagueiro Sandro Blum, que teve passagens por Palmeiras, Botafogo-RJ, Atlético-MG e atualmente estava no Sport de Recife.As revelações do Etti no Campeonato Paulista da Série A-2, como o goleiro Artur, o lateral Julinho e os meias Fábio Gomes, Marcinho e Nenê, devem ser prestigiados no elenco. O zagueiro Tiago, que praticamente não disputou a Série A-2, por causa de uma hepatite, é outra revelação das categorias de base do clube.Dois veteranos devem continuar no elenco: o zagueiro Cláudio e o meia Vágner Mancini.O técnico Giba está confirmado para o segundo semestre. O trabalho do jovem treinador, de 38 anos, agradou os dirigentes da Parmalat, dona do Etti. "O Giba é um técnico competente e emergente", afirmou Marcos Bagatella, dirigente da empresa que cuida do futebol da equipe de Jundiaí.Como a diretoria ainda não sabe se o time irá disputar a Série B ou Série C do Campeonato Brasileiro, o treinador fez duas listas de reforços: uma de jogadores mais "fortes" para a disputa da Série C e outra de jogadores mais "técnicos" para a Série B.O Etti também negocia para que a Parmalat aumente a verba de R$ 5 milhões para R$ 10 milhões, no próximo ano. No segundo semestre, porém, o clube vai trabalhar com a verba prevista no orçamento de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.