Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

'Eu me sinto melhor com o professor Roger', diz Borja no Palmeiras

Atacante colombiano elogia trabalho do técnico em ajudá-lo a se adaptar ao Brasil e se posicionar melhor em campo

O Estado de S. Paulo

05 de fevereiro de 2018 | 15h41

O atacante colombiano Miguel Borja, do Palmeiras, elogiou nesta segunda-feira o trabalho do técnico Roger Machado para ajudá-lo a evoluir no clube. Após ter marcado na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, domingo, no Allianz Parque, pelo Campeonato Paulista, o jogador admitiu ter passado dificuldades no começo no clube, porém tem conseguido se superar graças à ajuda do treinador.

+ Tabela do Campeonato Paulista 2018

+ Jailson chega a 26 jogos de invencibilidade

"Quando cheguei foi um pouco difícil, agora já sei que tem que estar nas costas do volante, tentando atrapalhar a jogada, foi isso o que eu mudei, agora é jogar mais simples, dar no máximo dois toques na bola", afirmou o colombiano em entrevista ao canal SporTV. Borja fez pela primeira vez gol em um clássico. Ao todo ele tem 48 partidas e 12 gols pela equipe.

O colombiano disse ter aprendido com o tempo a mudar o estilo de jogo para se adaptar ao futebol brasileiro. Nesse processo de evolução, Borja considera fundamental ter recebido apoio de Roger. "Se eu não tenho confiança do treinador, fica difícil. Agora, com professor Roger, eu me sinto melhor", comentou o atacante do Palmeiras.

Borja passou parte da temporada passada como reserva, principalmente durante o comando do técnico Cuca. O colombiano retomou a posição na parte final do ano, já com Alberto Valentim, e nesta temporada foi titular em todas as partidas com Roger Machado. Depois de vencer o Santos, o Palmeiras volta a campo no sábado, contra o Mirassol, pelo Estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.