Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

'Eu não convidaria Cuca para um churrasco', afirma Felipe Melo

Volante nega ser amigo de ex-treinador, porém garante não guardar mágoa do antigo desafeto

O Estado de S. Paulo

30 Novembro 2017 | 18h28

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, voltou a atacar nesta quinta-feira o ex-técnico do Palmeiras, Cuca. Em entrevista ao canal SporTV, o jogador disse não guardar mágoas do antigo treinador, porém descartou considerá-lo como amigo, mesmo depois do entrevero entre ambos já ter sido resolvido meses atrás.

+ Lucas Lima assina contrato de cinco anos com o clube

+ Atlético-MG se aproxima de acertar com Arouca

Ao ser questionado se levaria o antigo treinador para um churrasco, Felipe Melo negou. "A gente só convida amigos para um churrasco. Ele é um companheiro de profissão, faz parte de um ciclo de amizade", afirmou. Os dois tiveram uma discussão em julho e Felipe Melo ficou afastado do elenco até setembro. O retorno se deu graças ao apoio da diretoria em costurar uma reaproximação.

Felipe Melo chegou a jogar pela equipe mesmo quando Cuca ainda estava no cargo. Depois da chegada de Alberto Valentim, em outubro, o volante passou a ser titular. "Não tenho afinidade com o Cuca, mas não digo que é meu inimigo. Se encontrar com ele, vou cumprimentá-lo. Tenho de pensar que foi o cara que me deu oportunidade para voltar", comentou.

Em entrevista coletiva recente, Felipe Melo garantiu que continua no clube no próximo ano. Ao SporTV, o volante garantiu já ter superado o incidente. "Erramos, admitimos nossos erros, eu pedi desculpas. Bola para frente. Erros acontecem, o importante é não errar novamente. Foi o primeiro, e com certeza será o único treinador com quem tive um pequeno problema", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.