Eu nunca escolheria deixar o Chelsea, afirma Mourinho

O técnico do Chelsea, José Mourinho, não escolheria deixar o clube que ele acaba de comandar a outro título inglês, mas o treinador está preparado para dirigir outro time da Inglaterra, disse o português à BBC.

REUTERS

22 de maio de 2015 | 21h17

Mourinho, de 52 anos, afirmou em entrevista ao programa Football Foco, a ser exibido no sábado, que, após voltar a Stamford Bridge em 2013 para uma segunda passagem pelo Chelsea, ele só sairá se o proprietário do clube, Roman Abramovich, não o quiser.

"Eu me vejo treinando outro clube, sim, mas eu amo o Chelsea e estou nas mãos do senhor Abramovich", disse ele. "O dia em que o senhor Abramovich achar que eu não sou bom o suficiente para o Chelsea, eu quero trabalhar, e, se possível, também na Inglaterra."

"Até que o senhor Abramovich diga, eu não me vejo saindo. Qualquer clube que vier a mim agora e me oferecer um projeto fantástico, duas vezes o meu salário no contrato com Chelsea, sem chance", completou.

A primeira passagem de Mourinho no comando do time londrino, de 2004 a 2007, terminou quando seu relacionamento com Abramovich ficou abalado, mas o ex-técnico do Porto tem desfrutado de um retorno bem-sucedido ao clube.

(Por Michael Hann)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCHELSEAMOURINHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.