Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

'Eu teria renovado com o Mano há 3 meses', diz ex-presidente Andrés

Ex-dirigente critica clube em relação à renovação do contrato do técnico e afirma que já teria estendido o contrato do treinador

GONÇALO JÚNIOR, Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2014 | 17h13

O deputado federal e ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, criticou indiretamente o comportamento da diretoria na polêmica sobre a renovação do contrato do técnico Mano Menezes. O vínculo do treinador termina no final do ano, mas sua permanência ainda não está confirmada por causa das eleições do clube, que serão realizadas em fevereiro. "Se eu fosse o presidente, eu teria renovado com o Mano três meses atrás", afirmou o dirigente.

No mês de outubro, o atual presidente Mario Gobbi afirmou que não renovaria o contrato do treinador, o que causou mal-estar no clube e na relação entre a comissão técnica e a diretoria. Para contornar a situação, Gobbi iniciou as conversas com os candidatos da situação e da oposição para ouvir opiniões sobre quem deve ser o próximo treinador. Mas a palavra final a respeito do sucessor de Mano Menezes será de seu grupo, encabeçado pelo próprio Andrés e pelo ex-diretor de futebol Roberto de Andrade, o candidato da situação. A contratação do treinador deverá ser fechada até o dia 15.

Sanchez também viu com estranheza a possibilidade de o time ficar sem treinador na pré-temporada. "Em 104 anos, o Corinthians nunca ficou sem treinador na pré-temporada", afirmou.

As críticas de Andrés foram feitas em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, no Centro de Treinamento Joaquim Grava, após o lançamento de uma campanha de doação de sangue, promovida pela Secretaria de Saúde de São Paulo, com o apoio do Corinthians. Uma grande ação de coleta está programada para o dia 20, no Itaquerão, com inscrição prévia pela internet.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.