Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

'Eu vi coisas boas', diz Dorival Junior após empate do São Paulo

Técnico prefere ressaltar a luta da equipe no empate com o lanterna Atlético-GO

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2017 | 22h40

O técnico Dorival Junior preferiu ressaltar a entrega e a luta do São Paulo no empate por 2 a 2 diante do Atlético Goianiense, no Morumbi, nesta quinta-feira. A equipe esteve à frente no placar duas vezes, mas permitiu o empate do lanterna do Campeonato Brasileiro.

"A entrega da equipe foi um fator importante. Fizemos um primeiro tempo com boa posse de bola, mas poucas finalizações. No segundo tempo, com um ritmo mais forte, nós conseguimos as vantagens, mas sustentamos por pouco tempo. Isso foi um complicador. Vendo a entrega do time eu tenho de acreditar em um caminho de uma possível recuperação. É isso que o torcedor quer ver", afirmou o treinador em entrevista coletiva. 

O treinador considerou "normais" as atuações de Cueva e de Nem, que saíram vaiados no segundo tempo e foram apostas do treinador. Cueva havia sido afastado do clássico com o Santos, pois teria se recusado a ficar no banco de reservas, e Nem vinha de contusão, mas teve altos e baixos com Rogério Ceni. 

"Foram atuações dentro de uma normalidade em razão da insegurança que a equipe está vivendo. Tudo é questão de tempo. Não podemos culpá-los por uma situação. Tivemos a participação dos dois no primeiro gol", disse o treinador.  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.