Eurico Miranda acusa CBF de conivente

O deputado federal e presidente do Vasco Eurico Miranda responsabilizou a direção da CBF pelo o que ele chamou de transações irregulares no futebol brasileiro, envolvendo o Atlético Paranaense, o Rentitas do Uruguai e o empresário Juan Figer. Miranda lembrou a venda do jogador Lucas, que saiu do Atlético Paranaense para o Rentitas valendo US$ 7,5 milhões, e no dia seguinte foi transferido para o Rennes da França por US$ 23 milhões. "Há uma conivência dos dirigentes da CBF com empresários que estão ganhando dinheiro irregularmente", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.