Tasso Marcelo/Estadão - 06.12.2007
Tasso Marcelo/Estadão - 06.12.2007

Eurico Miranda confirma candidatura à presidência do Vasco

Dirigente quer voltar ao cargo depois de seis anos afastado da vida política

AE, Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 18h36

RIO - Presidente do Vasco entre 2001 e 2008, Eurico Miranda quer voltar ao cargo. Nesta segunda-feira, depois de meses de boatos sobre a retomada de sua vida política, o ex-dirigente confirmou que é candidato à sucessão de Roberto Dinamite e já está no seu segundo mandato à frente do clube de São Januário.

"Vascaínos, em primeiro lugar quero vos falar da minha alegria em reencontrá-los através do Facebook e dizer-lhes por que razão sou candidato à presidência do Vasco", disse Eurico, em vídeo postado na página "Eurico Presidente" no Facebook.

Ex-deputado federal, Eurico agora promete "novas ideias". "Junto com os jovens vascaínos, com novas ideias, aliados aos vascaínos tradicionais, nós vamos resgatar o Vasco, recolocando-o na sua verdadeira posição, que é uma posição cimeira", diz ele, no vídeo.

Também não faltou provocação a Roberto Dinamite, seu desafeto. "O Vasco não suporta mais aventuras. O Vasco não suporta mais três anos de humilhação, de subserviência e de uma posição secundária", argumenta o antigo dirigente.

Amado e odiado por vascaínos e rivais, Eurico Miranda se envolveu em inúmeros denúncias, chegando a ter sua candidatura a deputado indeferida em 2006 "por falta de condições morais para exercer um mandato". Ele também foi pivô da CPI do Futebol. A Câmara, porém, optou por não cassá-lo.

Apesar de tantas polêmicas, Eurico é o dirigente mais vitorioso da história do Vasco. Com ele como vice-presidente, mas homem forte, o clube ganhou a Libertadores de 1998, seu maior título. Os vascaínos ainda ganharam a Copa Mercosul de 2000, o Brasileirão de 1997 e 2000 e o Campeonato Carioca de 2003.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEurico MirandaVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.