Paulo Fernandes/Divulgação/Vasco
Paulo Fernandes/Divulgação/Vasco

Eurico reclama da arbitragem: 'Prejuízo irreparável'

Equipe carioca empatou contra o Avaí na última rodada do Brasileiro

Estadão Conteúdo

05 de outubro de 2015 | 18h18

A revolta do Vasco com a arbitragem no empate por 1 a 1 com o Avaí, na manhã do último domingo, continua. Depois do técnico Jorginho reclamar publicamente da atuação de Luiz Teixeira Rocha, nesta segunda-feira foi a vez do presidente Eurico Miranda se pronunciar através de comunicado. De acordo com ele, os cariocas tiveram um "prejuízo irreparável" em Florianópolis.

"O prejuízo deste último domingo é irreparável, já aconteceu e interfere em todos os aspectos. As últimas nove rodadas serão disputadas e tensas. O Vasco, sua comissão técnica e seus atletas continuam focados no objetivo, mas é preciso responsabilidade na escala dos próximos jogos", dizia a nota assinada pelo presidente.

A principal queixa de Eurico foi em relação à inexperiência do árbitro. "É inadmissível que numa partida importantíssima para as duas equipes, sob intensa pressão no estádio, seja escalado um árbitro que apitava apenas pela segunda vez uma partida da série A este ano. Já tivemos prejuízos em outras partidas e poderia citar algumas, mas na partida de domingo era necessário um árbitro experiente e não uma aposta."

Os jogadores vascaínos também deixaram o gramado da Ressacada bastante irritados. Eles reclamaram muito da marcação do pênalti cometido por Madson, que tocou com a mão na bola fora da área, além de um suposto pênalti não marcado sobre Jorge Henrique e da expulsão do atacante, por reclamação.

"O resultado foi um prejuízo claro ao Vasco, aos seus jogadores, à comissão técnica e torcedores. A Comissão de Arbitragem foi a responsável pela escalação de um árbitro inexperiente, que não teve coragem de marcar um segundo pênalti a favor de nossa equipe e a decretar uma penalidade contra o Vasco num toque de mão claramente cometido fora da área. O lance resultou na expulsão de um atleta que nos desfalcará na próxima partida", reclamou Eurico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.