Euro e dólar atrasam reforços do Corinthians

Só um detalhe tem impedido que trêsdos cinco ou seis reforços que a diretoria corintiana quercontratar para a temporada 2004 assinem com o clube: ganância.Os representantes do volante Tinga e do lateral-esquerdoGilberto, ambos do Grêmio, e o atacante Dimba, do Goiás,adotaram a mesma (e questionável) estratégia. Todos têm propostaformal do Corinthians, mas vão protelar ao máximo a definição naesperança de que ainda possam concretizar transferências para oexterior. Se nada concreto aparecer, batem o martelo com o timepaulista. E olha que a expectativa não é conseguir acerto comnenhum grande clube do eixo Londres-Madri-Roma. As pretensõessão bem mais modestas e estão concentradas em mercadosalternativos e bem menos badalados, como Turquia, Rússia, Grécia Ásia ou nos petrodólares do Oriente Médio. "O que conta nessahora é receber em moeda estrangeira, seja dólar ou euro",afirmou pessoa envolvida nas negociações. Dimba é um caso que ilustra bem a situação. A cada golque faz no Campeonato Brasileiro, distancia-se do Parque SãoJorge. Isso porque seus representantes dizem acreditar que umatransferência internacional deve acontecer se o jogador terminaro ano como artilheiro isolado (por enquanto está com 30 gols ejá quebrou o recorde de Edmundo, que marcou 29 pelo Vasco em1997). "O Dimba está com quase 30 anos e eles (empresários)acham que essa é a última chance dele conseguir ir para outropaís e conseguir a independência financeira." SALÁRIO - Os jogadores pretendem se reunir com adiretoria para tratar do pagamento do 13º salário. Haviacompromisso por parte dos dirigentes de que a primeira parcelaseria depositada no último dia útil de novembro, no casosexta-feira passada. Como o dinheiro não veio, um encontro vaiacontecer pra definir a nova forma de pagamento. Rogério eVampeta vão representar o grupo. O clube será representado pelovice-presidente de Finanças, Carlos Mello. Pela lei, a datalimite para o pagamento é dia 20. Problemas à parte, o técnico Juninho Fonseca começanesta quarta-feira a armar o time que, no sábado, enfrenta oParaná, no Pacaembu, pela penúltima rodada do Brasileiro. Ozagueiro Marquinhos está fora por causa do terceiro cartãoamarelo. Por outro lado, o atacante Gil, que deixou o jogo contao Bahia (derrota por 2 a 1) com suspeita de lesão, fez exames notornozelo esquerdo que constataram apenas torção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.