Eusébio diz que a sorte não esteve do lado de Portugal

Eusébio, lendário atacante português que levou a seleção de seu país ao terceiro lugar na Copa do Mundo da Inglaterra (1966), assegurou a uma emissora de televisão local que "a sorte não esteve ao lado de Portugal" nesta quarta-feira, ao explicar a derrota para a França nas semifinais do Mundial. "O fator sorte não esteve do lado de Portugal. Houve dois pênaltis mas o árbitro, infelizmente só marcou um. Os jogadores merecem ser parabenizados, mas o campeonato ainda não terminou. Não estaremos na final, mas temos um jogo pela frente e que pode trazer uma recompensa: o bronze", acrescentou Eusébio, artilheiro em 66. Sobre a participação portuguesa na Copa do Mundo, Eusébio lembrou a excelente campanha da seleção portuguesa, salientando que "ganhou de duas seleções que estão entre as melhores do mundo: Holanda e a Inglaterra." Portugal, que perdeu por 1 a 0 para a França, com um gol de pênalti no primeiro tempo marcado por Zinedine Zidane, enfrentará a Alemanha pelo terceiro lugar no próximo sábado em Stuttgart, às 16h (de Brasília).

Agencia Estado,

05 Julho 2006 | 20h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.