Sirli Freitas/Divulgação/Chapecoense
Sirli Freitas/Divulgação/Chapecoense

Eutrópio cumprirá suspensão na Chapecoense por gancho sofrido no Santa Cruz

Treinador foi punido por dois jogos por ter invadido o campo em jogo da Série B

Estadao Conteudo

11 de julho de 2017 | 17h30

A Chapecoense viverá situação inusitada nas duas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. O time catarinense não poderá contar com Vinícius Eutrópio porque o treinador foi suspenso por dois jogos. O curioso é que o gancho, decretado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta terça-feira, se deve a infração cometida quando ainda treinava o Santa Cruz, na Série B do Campeonato Brasileiro.

Eutrópio foi defendido pelo próprio departamento jurídico da Chapecoense no julgamento desta terça. O treinador fora denunciado pela Procuradoria por ter invadido duas vezes o campo na derrota do Santa Cruz para o Londrina por 3 a 1, pela sexta rodada da Série B. Ele foi punido com dois jogos de gancho por maioria de votos dos auditores.

Naquele jogo, o treinador invadiu o campo pela primeira vez para reclamar contra a marcação de pênalti em favor do Londrina. A reclamação fez a arbitragem expulsá-lo da partida. Eutrópio, porém, voltou a aparecer no gramado no intervalo da partida para criticar o juiz.

Ao fim da partida, o treinador foi demitido pela diretoria do Santa Cruz. Como consequência, ele não chegou a cumprir a suspensão automática na partida seguinte da equipe na Série B. Também por isso não foi defendido pelo Santa Cruz nesta terça. A defesa ficou a cargo da equipe catarinense, seu novo time desde a semana passada.

No julgamento, o advogado da Chapecoense tentou descaracterizar o desrespeito à arbitragem e defendeu que houve apenas uma invasão ao gramado. "Em nenhum momento ele tentou desrespeitar ou a atitude de adentrar no campo para cometimento de uma infração mais grave. Tão somente para alertar que estava errado", disse Marcelo Mendes, que não teve sucesso em sua argumentação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.