Evair quer ser técnico de futebol

Mal deixou os gramados e Evair, de 38 anos, já começa a se preparar para a nova carreira: técnico de futebol. O ex-jogador, que anunciou este ano, no Figueirense, o fim de sua carreira como jogador, participou em novembro do 10º Curso Nacional de Treinadores, promovido pelo Sindicato de Treinadores Profissionais de Futebol do Estado de São Paulo. O curso de uma semana, no entanto, não credencia para exercer a profissão, como explicou Evair. ?Como sou ex-jogador, só preciso apresentar três contratos antes de 1998 e cumprir 200 horas do curso de Educação Física. Até o fim de janeiro já estarei habilitado.?Apesar do passado de sucesso, o atacante de Guarani, Palmeiras, Portuguesa, São Paulo e Goiás dentre outros, acredita que não será fácil iniciar uma carreira de treinador: ?No futebol, tudo é muito difícil. A concorrência sempre foi grande.? Mas um primeiro interessado já apareceu: o Caxias, do Rio Grande do Sul (pouco antes de assinar com Tite). ?Não chegamos a um acordo. Mesmo assim, só de ter tido esse contato foi muito bom.?Evair admite ?uma coincidência? em relação a técnicos de sucesso, que não foram grandes jogadores no passado. Luiz Felipe Scolari, por exemplo, que era um zagueiro de qualidade duvidosa, foi pentacampeão com a Seleção Brasileira e agora comanda a Seleção Portuguesa. ?Depende da capacidade de cada um. E temos de acabar com isso, de que bons técnicos geralmente foram jogadores de defesa. O Renato (Gaúcho), o Mário Sérgio e, até o Tite, que foram jogadores do meio para frente, estão mudando essa realidade.? O melhor para Evair? ?O (Vanderlei) Luxemburgo, claro.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.