Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Everson ganha elogios de Sampaoli e pode receber novas chances no Santos

Goleiro se destaca no empate no clássico com o Palmeiras por 0 a 0 no Allianz Parque neste sábado

Redação, Estadão Conteúdo

24 de fevereiro de 2019 | 07h18

Contratado para ser a sombra do titular Vanderlei, o goleiro Everson pode dar a famosa dor de cabeça a Jorge Sampaoli para escalar o Santos. Ao aproveitar bem a sua oportunidade no clássico com o Palmeiras, que terminou sem gols no sábado, o reserva mostrou ao treinador que está pronto para um eventual revezamento também no gol santista.

No Allianz Parque, Sampaoli fez uma de suas primeiras experiências no clube. Poupou quatro titulares para testar jogadores mais jovens, de olho num futuro rodízio no time, em razão das diversas competições que o time jogará ao longo da temporada. As mudanças no sábado se deveram mais diretamente ao duelo com o River Plate-URU, na terça-feira, pela Copa Sul-Americana.

E, na avaliação do treinador, Everson passou no teste. "Era uma partida importante para Everson demonstrar seu potencial, mostrar que está pronto", analisa Sampaoli. "É bom saber que Everson também tem nível para estar no time."

No clássico com o Palmeiras, Everson foi o principal jogador do time. O ex-jogador do Ceará foi determinante para o 0 a 0 no placar, ao fazer ao menos três defesas decisivas no confronto fora de casa. O técnico, contudo, avisa que no meio de semana ele voltará para o banco de reservas. "Na terça-feira vai jogar Vanderlei."

O eventual rodízio no gol santista passa por uma polêmica logo na chegada de Sampaoli ao clube, em janeiro. O argentino dissera que Vanderlei não sabia jogar com os pés, o que gerou rápido desconforto no time. Em entrevista recente ao Estado, o titular afirmou que "goleiro tem de ser bom com as mãos".

A polêmica parou por aí. Sampaoli não deu sequência ao tema e vem dando confiança ao goleiro, que segue como titular. Ao menos até os primeiros sinais de desgaste físico do elenco diante do cheio calendário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.