Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Everton vê 'motivação a mais' por presença de Tite em jogo do Grêmio

Técnico da seleção brasileira vai acompanhar partida decisiva contra o Flamengo, quarta-feira, no Maracanã

Estadão Conteúdo

14 Agosto 2018 | 16h30

O técnico Renato Gaúcho fechou o treino do Grêmio nesta terça-feira e escondeu até a lista de relacionados para o duelo de volta contra o Flamengo, quarta-feira, às 21h45, no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil - o jogo de ida terminou empatado em 1 a 1. Quem tem presença certa em campo é o atacante Everton, um dos destaques do time tricolor na temporada. O jogador concedeu entrevista coletiva após o trabalho desta terça e falou sobre a partida, que terá nas tribunas a presença do técnico da seleção brasileira, Tite.

"A presença dele te dá uma motivação a mais, claro. A motivação pelo jogo em si já é grande, mas dá uma motivação a mais, sem dúvida, saber que o treinador da seleção está olhando. Apesar disso, procuro deixar de lado e focar no Grêmio. A seleção é fruto do que se faz no clube", comentou.

A parte aberta para os jornalistas do treino desta terça-feira foi um rachão que contou com a presença de Renato Gaúcho. No entanto, ficaram de fora os laterais-esquerdos Marcelo Oliveira e Bruno Cortez, além do atacante Marinho. O trio, no entanto, deve viajar para o Rio.

A principal dúvida na formação titular está no meio-campo. O meio-campista Jailson se destacou na goleada sobre o Vitória por 4 a 0 no último domingo pelo Campeonato Brasileiro em partida que o Grêmio atuou com uma equipe reserva. Ele pode aparecer na vaga do então titular Cícero. O time tricolor deve entrar em campo com: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Cícero (Jailson), Ramiro, Luan e Everton; André.

Everton está perto de renovar

Na coletiva, Everton também comentou sobre seu futuro no Grêmio. O jogador tem contrato até o final de 2020, mas informou que está tudo encaminhado para a renovação por mais alguns anos.

"Não assinei a renovação, mas está tudo acertado de ambas as partes. Acredito que essa semana já podemos assinar. Se não der, espero que em breve. Pode ser hoje (terça-feira), pode ser no decorrer da semana, lá no Rio", disse o jogador deixando claro que verbalmente não há empecilhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.