Everton empata no final com o Manchester United

O Everton marcou dois gols nos acréscimos para conseguir um improvável empate em 3 x 3 com o Manchester United, neste sábado, pelo Campeonato Inglês, partida que Wayne Rooney não disputou para poupá-lo de possíveis provocações da torcida adversária.

REUTERS

11 de setembro de 2010 | 11h39

Alex Ferguson, técnico do Manchester, disse que não escalou seu principal atacante para que ele não se tornasse objeto de provocação dos torcedores de seu ex-clube, depois que tabloides ingleses alegaram que Rooney teria traído sua mulher, no ano passado, na época em que ela estava grávida do filho do casal.

O Everton, que ainda está em busca de sua primeira vitória na temporada, saiu na frente com Steven Pienaar aos 39 minutos de jogo, mas o Manchester pareceu dominar completamente a partida depois que Darren Fletcher, Nemanja Vidic e Dimitar Berbatov viraram o placar, que marcava 3 x 1 aos 21 do segundo tempo.

O Everton, que derrotou o Manchester pelos mesmos 3 x 1 na temporada passada, diminuiu sua desvantagem com gol de cabeça de Tim Cahill, já nos acréscimos, então. e surpreendeu o rival quando Mikel Arteta chutou para igualar a partida.

O campeão Chelsea, único time com 100 por cento de aproveitamento depois de três rodadas, visita o West Ham United ainda neste sábado, enquanto o Arsenal, Manchester City e o Tottenham Hotspur também entrarão em campo.

(Reportagem de Mitch Phillips)

Tudo o que sabemos sobre:
INGLESEVERTONMANCHESTER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.