Marcelo Cortes/Flamengo
Marcelo Cortes/Flamengo

Éverton Ribeiro enaltece a torcida do Flamengo após vitória: 'Ela deu show'

Arquibancadas cheias do Maracanã apoia o time, que correu muito, grita pelo nome do Mister (o técnico Jorge Jesus) e xinga o ex-técnico Renato Gaúcho

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2021 | 23h42

O que mais marcou a vitória do Flamengo sobre o Ceará, por 2 a 1, nesta terça-feira à noite, no Maracanã, pela 36ª rodada do Brasileirão, foi o comportamento da torcida. Ela apoiou o time, que correu muito, gritou pelo nome do Mister (o técnico Jorge Jesus) e xingou o ex-técnico Renato Gaúcho, que parece ter absorvido toda a insatisfação da torcida por este final de temporada sem títulos.

 

O meia Éverton Ribeiro sentiu de perto esta recepção calorosa, lamentou a temporada e só fez elogios à torcida. "Ela deu show. Nos recebeu com muito carinho e alegria. Ela merecia muito mais do que um título (Carioca). Nós tentamos retribuir e só podemos agora agradecer todo este apoio", resumiu.

O meia, porém, reconhece que a temporada não foi aquela esperada por todos na Gávea. "Foi um ano diferente, com uma temporada emendando a outra. Nós chegamos perto de todas as competições que disputamos, mas, infelizmente, não conseguimos nossos objetivos", completou.

Sobre o pedido da torcida por Jorge Jesus, o meia Éverton Ribeiro não teve dúvida em apontar a razão: "Este carinho todo é fruto do trabalho que ele fez aqui no clube", lembrou, sem esconder a tristeza pela perda do título da Copa Libertadores, sábado, para o Palmeiras, no Uruguai. "Nós estamos tristes, mas vamos lutar até onde der para tentar este título", prometeu.

Mas tirar o título do Atlético-MG é muito difícil, porque o time mineiro só depende dele, precisando somente de dois pontos em três jogos. O Flamengo segue sua maratona nesta semana. Na sexta-feira enfrenta o já rebaixado Sport, no Recife, e na próxima segunda-feira recebe o Santos, de novo, no Maracanã. No último jogo da temporada vai pegar o Atlético-GO, em Goiânia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.