Reprodução/Flamengo
Reprodução/Flamengo

Éverton Ribeiro lamenta derrota inesperada do Flamengo: 'A gente não se ajuda'

A derrota manteve o Flamengo com 41 pontos, estacionado em terceiro lugar, atrás de Internacional e São Paulo

Estadão Conteúdo

02 Setembro 2018 | 14h38

Outra vez a torcida do Flamengo fez a sua parte e lotou o Maracanã, que recebeu mais de 61 mil pessoas neste domingo. Mas a derrota por 1 a 0 para o Ceará, que briga contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro, foi o gatilho para as vaias. Na saída do campo, o meia Éverton Ribeiro comentou a inesperada derrota, na partida válida pela 22.ª rodada.

"A gente não se ajuda, porque não podemos perder pontos em casa. Vacilamos e deixamos a desejar. Se não for na técnica, é preciso ir na garra. Nós precisamos nos organizar mais, porque queremos buscar o primeiro lugar", disse Éverton. Ele reconheceu que o time insistiu demais nas jogadas aéreas, o que facilitou a marcação adversária. "Temos que jogar com calma e mais no chão", concluiu.

Os demais jogadores só concederam entrevistas quase uma hora após o término do jogo. Já com banho tomado e com a cabeça fresca, ficou mais fácil avaliar o novo tropeço em casa. O goleiro Diego Alves até admitiu que possa ter falhado no lance do gol de Leandro Carvalho, quando a bola quicou na sua frente, mas reclamou das condições do gramado do Maracanã. "Não é desculpa, mas uma realidade. Outros goleiros também vão passar por isso, porque o estado do campo é muito ruim. Mas nós sabemos que um time que deseja ser campeão não pode admitir uma derrota desta forma".

Para o meia Diego, "faltou eficiência e frieza na hora de fazer o gol". "É preciso ter estas condições para fazer o gol, porque precisamos ter o oportunismo na hora de colocar a bola para dentro. É inadmissível a gente perder em casa e precisamos fazer a nossa parte, porque a torcida está fazendo a parte dela, lotando o Maracanã".

Diego não sabia afirmar se no gol que fez e acabou anulado, ainda no primeiro tempo, estava realmente impedido. O certo é que ele está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo e não vai atuar diante do Internacional, quarta-feira, em Porto Alegre. O volante Cuéllar também está fora dos planos por ter sido convocado pela seleção da Colômbia. O meia Lucas Paquetá, que recebeu vaias durante o jogo, também será baixa porque vai se apresentar à seleção brasileira para dois amistosos nos Estados Unidos.

A derrota manteve o Flamengo com 41 pontos, estacionado em terceiro lugar, atrás de Internacional e São Paulo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.