Phil Noble / Reuters
Phil Noble / Reuters

Evra revela que CEO do Liverpool pediu desculpas por reação do clube a racismo de Suárez

Ex-jogador francês relata ter recebido carta em 2019, oito anos após uruguaio proferir ofensas racistas contra ele

Redação, Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2020 | 19h30

Patrice Evra, ex-lateral e ídolo do Manchester United, revelou que recebeu uma carta em 2019 do CEO do Liverpool, Peter Moore, pedindo desculpas pela forma que o clube agiu após Suárez, então atacante dos Reds, cometer racismo contra o francês em 2011. Evra participou da transmissão do jogo entre os dois clubes na tarde deste domingo, 19, no canal de TV Sky Sports.

Evra afirmou que Suárez utilizou ofensas racistas contra ele mais de dez vezes durante um clássico entre Liverpool e Manchester United no Campeonato Inglês da temporada 2011-12. As câmeras de TV confirmaram o que o então lateral disse e o atacante uruguaio foi punido com oito jogos de suspensão. No jogo seguinte, os atletas do Liverpool usaram camisas em apoio a Suárez.

Em outubro de 2019, Evra comentou sobre o caso ao vivo na televisão, e ouviu um pedido de desculpas de Carragher, zagueiro do Liverpool na época em que Suárez cometeu o racismo e hoje também comentarista. Neste domingo, o ex-jogador do Manchester United contou ter recebido uma carta de Moore três dias após falar sobre o caso.

"Eu estava muito agradecido, foi algo que realmente tocou meu coração. Eu estava realmente desapontado por muito tempo com um clube gigante como o Liverpool apoiar (Suárez) em uma situação dessas", comentou.

"Agora eu posso ver que pessoas realmente honestas trabalhando por este clube e tenho ainda mais respeito pelo Liverpool porque eles estão lutando contra um problema da raça humana. Foi muito importante para mim e mesmo que tenhamos uma grande rivalidade entre nós (com o Manchester United), isso mostrou que o Liverpool é um clube de muita classe", afirmou Evra sobre a importância do gesto.

Mas completou a fala em tom bem-humorado. "Eu estava agradecido mas disse 'ainda espero que vocês não vençam o Campeonato (Inglês)!", brincou Evra.

Na partida deste domingo, o Liverpool bateu o Manchester United por 2 a 0, gols de Van Dijk e Salah. O time de Jürgen Klopp lidera o Campeonato Inglês com 16 pontos de vantagem para o vice-líder, o Manchester City, e tem um jogo a menos. O Manchester United é o quinto colocado com 34 pontos, cinco atrás do Chelsea, que fecha o G-4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.