Éwerthon comemora com churrasco

Um churrasco bem familiar, com o pai Jorge Henrique de Souza, 44 anos, e a mãe Aparecida Belmira de Souza, também de 44 anos, hoje, no começo da tarde, foi a grande comemoração do atacante Ewerthon, do Corinthians, pela conquista do título. Desde o fim da partida contra o Botafogo, domingo, no Morumbi, o jogador mal teve tempo para dar atenção à família, que esteve no estádio. Após o jogo, Ewerthon deu uma passada rápida na sua casa, um sobrado em uma rua tranqüila do Parque Peruche, divisa com a Casa Verde. Tinha de se preparar paras vários compromissos que teria de comparecer em função do título. À noite, foi a um programa de televisão, depois festejou com seus companheiros e a diretoria do Corinthians no flat localizado nos jardins, local da concentração da equipe em São Paulo.Chegou em casa no começo da madrugada, mas não conseguiu dormir direito, ainda envolvido pela emoção da conquista do seu primeiro campeonato como titular do Corinthians. Depois do café teve de sair para mais um compromisso com uma emissora de televisão.Voltou para casa no início da tarde, e só assim pôde dedicar um tempo para os pais. No terraço do sobrado, seu Jorge preparou o churrasco, mas sem a presença dos outros dois filhos, Wellington, de 22 anos, e Helen, de 18, anos, que estavam trabalhando. ?Estou realmente muito orgulhoso do meu filho?, disse Jorge, com uma pilha de jornais à sua frente, que exaltava a conquista do Corinthians. ?Ele merece tudo isso, é um bom menino, simples e batalhador. Ainda não está ganhando muito dinheiro, mas graças a Deus está bem encaminhado, ? disse seu Jorge, que hoje fechou seu salão de cabeleireiro, localizado no bairro para ficar mais tempo com o filho. Mas Ewerthon, que completará 20 anos dia 10 de junho, não pode passar a tarde inteira com os pais. Teve de ir a um shopping comprar roupas para outros compromissos. À noite terá de participar de uma festa do jornal Diário Popular para homenagear os melhores do campeonato. Ewerthon faz parte da seleção eleita pelo jornal. Para fechar a noite, o atacante irá participar de outra festa organizada pelo Corinthians para comemorar o título. A moleza acaba amanhã, quando o atacante terá de voltar aos treinos no Parque São Jorge, visando a primeira partida contra a Ponte Preta, pelas semifinais da Copa do Brasil, que será realizada domingo, às 15 horas, em São José do Rio Preto. Na quarta-feira a delegação viajará para a cidade do interior, e só deverá retornar para São Paulo após a segunda partida contra o time de Campinas, dia 3, em Presidente Prudente. Os jogadores ficarão uma semana em regime de concentração. ?Mas tudo bem. A Copa do Brasil é uma competição importante, que vale uma vaga para a Taça Libertadores, e quero ser novamente campeão?, disse Ewerthon, que começou a carreira há 12 anos, ainda como ?fraldinha? do Corinthians.Ficar muito tempo fora de casa já é uma rotina na vida do atacante, vice- artilheiro do time no campeonato, com 9 gols, três a menos de Marcelinho. Por isso, Ewerthon admite que fala mais com os companheiros do que com os pais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.