Ex-árbitro Djalma Beltrami é preso no Rio de Janeiro

Uma operação da Polícia Civil do Rio prendeu, nesta segunda-feira, policiais do 7.º Batalhão de Polícia Militar de Alcântara, em São Gonçalo (Região Metropolitana), entre eles o comandante da unidade, o tenente-coronel Djalma Beltrami, que ficou conhecido no País por sua atuação como árbitro de futebol.

PEDRO DANTAS, Agência Estado

19 de dezembro de 2011 | 13h16

De acordo com as primeiras informações, os policiais venderiam armas para traficantes. O oficial da PM participou de episódios marcantes como a operação do Complexo do Alemão e o socorro aos alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona norte, no massacre que deixou 11 mortos, em abril deste ano.

Em pouco mais de três meses, Beltrami é o segundo comandante preso do 7.º BPM. Ele substituiu o tenente-coronel Claudio Luiz Oliveira, que foi para a prisão sob acusação de ser o mandante do assassinato da juíza Patrícia Acioli, executada com 21 tiros em agosto. A operação desta segunda-feira acontece no batalhão e no Morro da Coruja, onde um suposto traficante foi morto em confronto com a polícia.

Paulista de 45 anos de idade, Beltrami integrou o quadro de árbitros da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) de 1989 a 2011. Ele também fez parte dos quadros da CBF (de 1995 a 2010) e da Fifa (entre 2006 e 2008).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.