AFP
AFP

Ex-atacante Shevchenko é anunciado como novo treinador do Genoa

Com apenas a seleção da Ucrânia no currículo, o ex-atacante vai ter a oportunidade treinar um clube pela primeira vez na carreira

Redação, Estadão Conteúdo

07 de novembro de 2021 | 17h31

Depois de demitir Davide Ballardini no sábado, o Genoa anunciou, neste domingo, o ex-jogador Andriy Shevchenko como novo treinador da equipe. O clube italiano, que se encontra na 17ª posição na tabela do campeonato, firmou um contrato até 2024 com o técnico ucraniano, que vai ter a chance de treinar, pela primeira vez, um clube na carreira.

O Genoa não faz boa campanha no Campeonato Italiano. Em 12 jogos, a equipe soma apenas nove pontos e está muito próxima da zona do rebaixamento — é a primeira equipe fora do grupo de três equipes que caem. Na última sexta-feira, a Genoa empatou, em casa, por 2 a 2 com o Empoli e somou nove partidas sem vencer. O resultado culminou na demissão do então treinador Ballardini.

 

Como técnico, Shevchenko teve a oportunidade de comandar apenas a seleção do seu país, a Ucrânia. Em cinco anos à frente da equipe nacional, foram 52 partidas, 25 vitórias, 13 empates e 14 derrotas.

Agora pelo Genoa, voltará ao país onde viveu os melhores anos da carreira como jogador. Com a camisa do Milan, venceu a Liga dos Campeões e conquistou, em 2004, a Bola de Ouro como prêmio de melhor jogador da temporada. 

Como técnico, o ex-atacante conseguiu levar a Ucrânia até às quartas de final da Eurocopa deste ano, e não foi capaz de classificar a equipe para a Copa do Mundo da Rússia. Pelas atuais Eliminatórias europeias para o mundial do Catar, os ucranianos estão na segunda colocação do grupo com nove pontos, três a menos que a França, líder da chave.

A estreia de Andriy Shevchenko deve acontecer no dia 21 de novembro, depois da pausa para os jogos da data Fifa. A Genoa recebe a Roma do técnico José Mourinho, às 16h45 (de Brasília), pela 13ª rodada da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.