Ex-atleta Zito recebe alta após mês internado em Santos por AVC

Ídolo do clube praiano e da seleção brasileira nas décadas de 50 e 60, ex-volante passou 32 hospitalizado e continuará tratamento 

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2014 | 20h28

Ex-volante e capitão do Santos, Zito, de 81 anos, recebeu alta da Santa Casa da Misericórdia de Santos na noite desta terça-feira, após 32 dias internado. Ele sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico no dia 17 do mês passado e desde então estava hospitalizado, mas foi liberado e realizará o resto do tratamento em casa.

Zito passou boa parte deste período na unidade de tratamento intensivo (UTI) do hospital e seu quadro era grave. O ex-jogador, no entanto, evoluiu positivamente nas últimas semanas e acabou liberado. A alta médica foi dada inclusive para que ele não corra nenhum risco no hospital, como uma possível infecção.

Natural de Roseira (SP), Zito iniciou a carreira no Taubaté e se transferiu para a Vila Belmiro em 1952, tendo disputado 720 jogos e marcado 57 gols pelo Santos. Ele foi um dos destaques da seleção brasileira nas conquistas das Copa do Mundo de 1958, na Suécia, e de 1962, no Chile.

Entre os jogadores do maior do time do Santos da história, no fim dos anos 50, década de 60 e início da de 70 do século passado, Zito era chamado de Gerente, o único com autoridade para dar bronca em qualquer companheiro, inclusive em Pelé.

Depois de encerrar a carreira em 1967, Zito continuou ligado ao Santos e durante os 10 anos da administração de Marcelo Teixeira descobriu Robinho, Neymar e Gabriel, entre muitos talentos que levou para a base do clube.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCZito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.