Matthew Childs/Reuters
Matthew Childs/Reuters

Ex-capitão da Roma diz que Renato Gaúcho chegava bêbado a treinos da equipe

Giuseppe Giannini atuou ao lado do atual técnico do Grêmio em 1988

Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2017 | 16h26

Com o Grêmio em evidência, na disputa do Mundial de Clubes, o nome de seus principais destaques ganhou espaço na Europa. Com o técnico Renato Gaúcho, não foi diferente e quem falou sobre o ex-atacante foi Giuseppe Giannini, meia-atacante e capitão da Roma nos anos 1980 e 1990. E o italiano não tem as melhores lembranças do ex-colega brasileiro, com quem atuou em 1988.

+ À espera de duelo com Real Madrid, Grêmio chega em Abu Dabi para final do Mundial

+ Renato Gaúcho culpa nervosismo e cansaço por vitória sofrida na semi

"Às vezes, ele não era muito educado, mas não tenho raiva. Joguei por 16 anos na Roma e acho que ele foi o único jogador que vi neste período chegar bêbado nos treinos pela manhã. Nestas ocasiões, (o técnico Nils) Liedholm o tirava de perto e o protegia dos olhares curiosos", declarou em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport.

As declarações foram uma resposta a Renato, que, de acordo com a imprensa italiana, disparou recentemente contra o ex-capitão: "Giannini não gostava de mim, estava contra mim e não me passava a bola". O meia-atacante, porém, disse que tinha uma boa relação com o brasileiro e lembrou de apenas um entrevero entre eles.

"Eu nunca tive problemas com o Renato. Apenas em um episódio no campo, em um clássico, após um gol de Di Canio (para a Lazio), reclamei para o Renato por ele não ter voltado para a defesa. Ele respondeu que era centroavante e que não precisava retornar. Era um bom rapaz. Em alguns momentos, apostávamos nos treinos que quem perdesse precisava carregar o outro por 50 metros. Ele costumava perder, deve ter ficado bravo por isso", comentou o italiano.

Depois de estourar no futebol brasileiro com a camisa do Grêmio e do Flamengo, Renato atuou pela Roma entre 1988 e 1989, mas não correspondeu à expectativa. Agora, como técnico, ganhou a Libertadores com o clube gaúcho e disputará a final do Mundial de Clubes no sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.