Ex-Cruzeiro, Egídio rescinde contrato com o Dnipro por calote

Advogado do atleta informa que o clube da Ucrânia atrasa salários

Estadão Conteúdo

28 Março 2015 | 15h29

O lateral-esquerdo Egídio, que defendeu o Cruzeiro na última temporada, rescindiu neste sábado contrato com o Dnipro, da Ucrânia. O advogado do atleta, Marcos Motta, informou pelo Twitter, rede de microblogs na internet, que o motivo da desvinculação foi a falta de pagamento de salários.

O agente, no entanto, não especificou quantos meses estão atrasados e também não informou qual será o novo destino do atleta. Egídio não teve muitas chances no novo clube. Apesar de ter tido papel de destaque no time mineiro, o lateral entrou em campo apenas uma vez pelo Dnipro.

O jogador defendeu o Cruzeiro entre 2013 e 2014. Foram 106 jogos e quatro gols. Neste período, faturou o Mineiro (2014) e conquistou o bicampeonato brasileiro. Também foi eleito na última temporada o melhor lateral-esquerdo do Nacional. Agora sem clube, Egídio está com o seu futuro incerto, apenas alguns meses após se transferir para Ucrânia.

Mais conteúdo sobre:
futebol Egídio Cruzeiro Dnipro Ucrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.