Érico Leonan|Divulgação
Érico Leonan|Divulgação

Ex-desacreditados viram solução no São Paulo contra o Ituano

Caramelo e João Schmidt devem ganhar vaga no time de Bauza

O Estado de S. Paulo

19 de março de 2016 | 07h00

Suspensos pelo terceiro cartão amarelo no Campeonato Paulista, o lateral-direito Bruno e o volante Hudson não poderão defender o São Paulo neste domingo contra o Ituano. A ausência da dupla abrirá duas vagas na equipe do técnico Edgardo Bauza, que já conta com dois candidatos para mostrar serviço mais uma vez e, aos poucos, conquistar ainda mais a confiança do treinador. Os jovens Mateus Caramelo e João Schmidt estão de olho na oportunidade após superarem um período de descrédito no clube.

"Encaro com muita seriedade esta oportunidade caso seja escalado pelo Bauza. Fiquei feliz com as chances que recebi anteriormente, e estou com a mesma motivação para tentar dar conta do recado mais uma vez", disse o lateral em entrevista ao site oficial do clube. Após duas temporadas de empréstimo para Atlético-GO e Chapecoense, o jogador retornou ao clube no início da pré-temporada e foi reintegrado ao elenco para as disputas do estadual e da Libertadores da América.

Situação semelhante se passou com o volante formado no São Paulo, João Schmidt. O jogador passou um ano emprestado no futebol português e até semanas atrás, tinha uma proposta do Avaí. Mas a pedido de Bauza, ficou no clube e pode ser titular no Novelli Junior. "Tive a oportunidade de ser titular duas vezes com ele, e acredito que fiz boas partidas. Se tiver outra chance de mostrar o meu trabalho, farei de tudo para deixar outra boa impressão e dessa forma receber uma sequência de jogos no futuro", afirmou.

Mesmo reservas, os dois já assimilaram o período difícil que o clube atravessa. "Já não vencemos há quatro jogos, e precisamos nos recuperar a nossa identidade na temporada. Temos que conquistar uma sequência positiva no Paulista antes de retomar a disputa da Libertadores", comentou Caramelo. "É importante vencer para subir na tabela e retomar a confiança. Vamos lutar por um resultado positivo para chegarmos firmes na reta final da primeira fase", completou João Schmidt.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.