Ex-dirigentes do Vasco cumprem pena

O ex-presidente do Vasco Antônio Soares Calçada e o ex-diretor José Joaquim Cardoso Lima terão que doar gêneros alimentícios não perecíveis a uma instituição que cuida de menores portadores do vírus HIV. Os dois dirigentes foram responsabilizados pela queda do alambrado do Estádio de São Januário na final do Copa João Havelange de 2000, em partida contra o São Caetano. A pena alternativa foi decidida numa audiência realizada nesta sexta-feira, com a presença dos dirigentes e de cerca de 100 vítimas dodesabamento. Calçada e Cardoso terão que desembolsar R$ 6 mil e R$ 2 mil, respectivamente, para o Hospital Escola São Francisco deAssis da UFRJ, no prazo máximo de 30 dias. Caso a pena alternativa não fosse aplicada, os dirigentes responderiam a ação penal por lesão corporal culposa. A pena seria de dois meses a um ano de prisão, multiplicada pelo número de vítimas. O técnico do Vasco, Evaristo de Macedo, comandou nesta sexta-feira um coletivo para a partida contra o São Caetano, pelo Torneio Rio-São Paulo. O treinador não ensaiou nenhuma formação com um provável substituto do atacante Romário porqueconta com o jogador. O artilheiro está em Nova York resolvendo problemas particulares e tem o retorno garantido para este sábado. O meia Alex Oliveira treinou improvisado na lateral esquerda. O titular Edinho está machucado e André Silva, que atuou nas duas últimas partidas, não tem agradado ao treinador. Alex já jogou outras vezes na lateral, mas sempre fez questão de frisar que prefere jogar no meio-campo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.