Reprodução/Twitter/FCPorto
Reprodução/Twitter/FCPorto

Ex-Flu, Vitória e Porto, Esquerdinha morre após passar mal em jogo amador

Revelado pelo Botafogo-PB, ex-jogador tinha 46 anos e disputava torneio de futebol em João Pessoa

Estadão Conteúdo

01 Novembro 2018 | 14h22

O ex-jogador Esquerdinha morreu aos 46 anos, após passar mal em campo no fim da noite de quarta-feira. Ex-Fluminense, Vitória e Porto, ele sofreu mal súbito quando disputava uma partida em um campeonato amador em João Pessoa, na Paraíba, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

De nome, José Marcelo Januário de Araújo, ele estava com amigos disputando a partida amadora. Ele teria se sentido mal na reta final do confronto e desmaiado já no vestiário, ao lado dos amigos. Esquerdinha ainda foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro de Cruz das Armas, mas morreu no fim da noite.

Revelado pelo Botafogo-PB, Esquerdinha vestiu as cores do Bahia antes de chegar ao Fluminense. Sem grande destaque, saiu em 1996 para o Vitória, onde virou ídolo. Durante pouco mais de dois anos no clube, foi bicampeão do Campeonato Baiano e conquistou a Copa do Nordeste. No ano passado, foi eleito o melhor lateral-esquerdo da história rubro-negra pela torcida.

"Lamentamos muito esta perda. Um grande jogador, se tornou ídolo da torcida rapidamente. Fez muito sucesso aqui e vendemos este jogador, trazendo números para os cofres do clube pouco comum para a época. Era uma pessoa de um relacionamento muito bom. Perdemos este ídolo, uma pessoa maravilhosa, que se tornou conhecido não apenas aqui, mas na Europa também. Vamos lamentar muito, pois morreu de forma precoce", declarou o supervisor do Vitória, Mário Silva.

Em 1998, Esquerdinha foi para o Porto, onde também marcou época. Participou da conquista do título do Campeonato Português e disputou 87 partidas com a camisa do clube, antes de rodar por Zaragoza, da Espanha, e Acadêmica, de Portugal. Voltou ao Brasil para atuar pelo Goiás, em 2003, e, anos mais tarde, encerrou a carreira no Botafogo-PB, em 2007.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.