Ex-goleiro chileno Roberto Rojas é internado em São Paulo

Arqueiro, que defendeu as cores da seleção chilena e do São Paulo, sofre de Hepatite C e teve quadro de derrame pulmonar

O Estado de S. Paulo

27 de dezembro de 2014 | 13h32

O ex-goleiro do São Paulo e da seleção chilena, Roberto Rojas, 57 anos, está internado no hospital Albert Einstein desde a última quinta-feira, segundo médicos e familiares. Segundo a irmã do ex-jogador, Margarita Rojas, o ex-goleiro foi internado devido a um derrame pulmonar. A complicação seria consequência da hepatite C que ex-atleta sofre há alguns anos. Por isso, Rojas aguarda um transplante de fígado. As informações são da agência EFE.

Margarita Rojas conversou com a imprensa chilena sobre o problema de saúde de seu irmão. Margarita afirmou que Rojas está consciente. "Conversei com ele. Ele estava muito cansado, mas sempre foi um guerreiro. Ele me falou que não vai jogar a toalha. Falamos muito pouco, porque estava cansado, mas sempre teve muito ânimo", disse ela a CNN Chile.

Ainda de acordo com Margarita, Rojas passou um por um processo médico para retirar líquido dos pulmões. Segundo ela, o estado de saúde de Rojas o impede que ele passe por um transplante de fígado mesmo se houvesse um doador compatível.

Rojas defendeu o São Paulo entre 1987 e 1989. Depois, trabalhou como preparador de goleiros do Tricolor. Em 2003, chegou a ser treinador do time, classificando a equipe à Libertadores. Titular da seleção chilena no final da década de 80, Rojas simulou ter sido atingido por um sinalizador numa partida contra o Brasil, em 1989, pelas eliminatórias da Copa. O episódio que aconteceu no Maracanã marcou sua carreira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.