Divulgação/Facebook
Divulgação/Facebook

Ex-homem forte de Laor, Fernando Silva é 1º candidato à presidência do Santos

Antigo consultor do clube confirma presença na disputa e tentará pela terceira vez chegar ao cargo

Redação, Estadão Conteúdo

13 de novembro de 2020 | 13h18

O Santos teve a sua primeira candidatura à eleição presidencial oficializada nesta sexta-feira. O empresário Fernando Silva registrou a sua participação no pleito, através da chapa "O Santos Pode Mais", na secretaria social do clube. A votação está agendada para 12 de dezembro e definirá que comandará a equipe de 2021 a 2023.

Fernando Silva foi consultor de futebol do Santos em 2010 e 2011, sendo considerado o "homem-forte" da gestão do departamento de futebol do então presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, o Laor. Em 2014, disputou a eleição presidencial do clube, mas perdeu, assim como em 2001 - esses pleitos foram vencidos por Modesto Roma Junior e Marcelo Teixeira.

A chapa de Fernando Silva tem Reinaldo Guerreiro como vice, algo que já havia ocorrido há seis anos. Ele também fez parte da diretoria de futebol em 2009 e foi candidato à presidência em 2011.

O candidato à presidência do Santos é CEO da PW Tech, startup com atuação nas áreas de saúde e saneamento no Brasil. Como "homem-forte" de Laor, em 2010 e 2011, trabalhou no clube durante as conquistas de dois títulos do Campeonato Paulista, além da Copa do Brasil e da Libertadores.

"Com a função de Consultor Executivo de Futebol, Fernando teve participação direta nas negociações de Danilo, Alex Sandro, troca de Arouca com Rodrigo Souto, André, Rafael, Elano, Zé Love e Jonathan, jogadores que foram fundamentais nas conquistas dos Campeonatos Paulista, Copa do Brasil e Libertadores. Além destes Aranha, Henrique, Alan Kardec e outros atletas também foram levados ao Peixe por Fernando Silva", afirma o seu perfil, no site da "O Santos Pode Mais".

O edital preparado pelo Conselho Deliberativo do Santos e divulgado na última quinta-feira avisa que as chapas devem se inscrever na eleição até 22 de novembro. Além de Fernando Silva, que agora oficializou a sua participação, haviam sete outros pré-candidatos. São eles: Andrés Rueda, Daniel Curi, Esmeraldo Tarquínio, Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino, Milton Teixeira Filho e Vágner Lombardi.

Na eleição, haverá cuidado maior para os eleitores do grupo de risco. Assim, votantes com mais de 60 anos terão preferência para votar entre 10h e 11h. Além disso, os participantes terão de usar máscara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.