Ex-jogador Cabañas vai à Justiça contra seu clube mexicano

O ex-jogador Salvador Cabañas apresentou uma queixa ao Tribunal de Arbitragem Desportiva contra o clube América do México para receber quantias relativas a salários e tratamento médico desde que ele foi baleado, em janeiro, disse um advogado dele na quinta-feira.

REUTERS

16 de dezembro de 2010 | 19h18

Cabañas, que era centroavante do América e da seleção paraguaia, já havia prestado queixa à Comissão de Controvérsias da Federação Mexicana de Futebol, mas a entidade se pronunciou a favor do clube semanas atrás.

Em sua defesa, o América alegou que o incidente ocorreu fora do ambiente de trabalho do jogador, que ainda se recupera do tiro que levou na cabeça em um bar.

Em entrevista a uma rádio, o advogado Gerardo Acosta não quis revelar a quantia pleiteada no Tribunal de Arbitragem Desportiva, na Suíça, mas admitiu se tratar de um valor superior a 2 milhões de dólares.

O advogado disse que apresentará seus argumentos até o final de dezembro, e que o processo deve durar seis meses.

(Reportagem de Mariel Cristaldo; com reportagem adicional de Carlos Calvo, na Cidade do México)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTCABANASAMERICA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.