Maurilo Chelli/Estadão
Maurilo Chelli/Estadão

Ex-jogador da seleção, Warley é esfaqueado em assalto e está internado na Paraíba

Atual gerente de futebol do Botafogo-PB foi vítima de um assalto na madrugada de quinta para sexta-feira, em João Pessoa

Gabriel Melloni, Estadao Conteudo

26 Janeiro 2018 | 14h30

Ex-atacante com passagem pela seleção brasileira, Warley está internado em João Pessoa, na Paraíba, após ter sido esfaqueado. O atual gerente de futebol do Botafogo-PB foi vítima de um assalto na madrugada de quinta para sexta-feira, em João Pessoa, levou dois golpes nas costas e está em observação no Hospital Nossa Senhora das Neves, sem risco de morte.

+ São Paulo encaminha acerto para retorno de Lugano como dirigente

De acordo com relatos, Warley estava próximo à sua casa no bairro de Manaíra, em João Pessoa, quando foi abordado pelos assaltantes. Ele teria discutido com os criminosos, que acertaram duas facadas em suas costas e fugiram. O ex-atacante, então, rumou para a casa de um amigo, onde pediu socorro e foi levado ao hospital.

Warley deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa em estado grave. Lá, passou por duas drenagens no pulmão sob observação do médico do Botafogo-PB, Fábio Farias. O procedimento foi realizado com sucesso e permitiu que ele fosse encaminhado ao Hospital Nossa Senhora das Neves por volta das 10h30 da manhã desta sexta-feira.

 

O quadro do jogador está controlado, sem risco de morte. Ele está sob monitoramento dos médicos e, por precaução, foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital, onde ficará sob observação por 24 horas. No entanto, está consciente e tem conversado com os médicos ao longo do dia.

 

Warley tem 39 anos e abandonou os gramados no fim do ano passado para se tornar dirigente do Botafogo-PB, onde atuou por quatro anos. O jogador se destacou no fim dos anos 1990 pelo Atlético-PR e passou por clubes como Udinese, São Paulo, São Caetano e Palmeiras. Disputou o Pré-Olímpico para os Jogos de Sydney, em 2000, pelo Brasil, e atuou também com a camisa da seleção principal.

Mais conteúdo sobre:
futebol Warley assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.