Epitácio Pessoa/Estadão - 26/06/2000
Epitácio Pessoa/Estadão - 26/06/2000

Ex-jogador Edilson é preso em Salvador por não pagar pensão

Fato deu-se às 16h desta quarta-feira, em cumprimento de um mandado de prisão civil

O Estado de S. Paulo

26 de março de 2014 | 18h19

SÃO PAULO - O ex-jogador Edilson foi preso na tarde desta quarta-feira, em Salvador, por não pagar pensão alimentícia. O fato deu-se às 16h, em cumprimento de um mandado de prisão civil. "Ele estava sendo investigado desde dezembro, quando o mandado de prisão foi expedido pela 9ª vara familiar", disse a coordenadora geral da Polícia Interestadual (Polinter), Neide Barreto.

De acordo com a coordenadora, ele deve ficar preso em regime fechado pelo próximos 60 dias ou até a quitação da dívida ser realizada. A falta de pagamento de pensão alimentícia não prevê direito a fiança no País. Edilson, após ser comunicado pela Justiça do débito, teria um prazo de três dias para se justificar e quitar a dívida.  

O ex-jogador deixou o futebol em 2010, quando estava no Bahia. Em quase 20 anos de carreira, defendeu Vitória, Palmeiras, Corinthians, Flamengo, Cruzeiro e a seleção brasileira. O atacante sagrou-se campeão mundial com o time de Luiz Felipe Scolari em 2002, no Mundial do Japão e da Coreia do Sul.

No Palmeiras, foi um dos principais jogadores na conquista do bicampeonato brasileiro e paulista (1993 e 1994). Em 1997, transferiu-se para o Corinthians após passar pelo Benfica e pelo Kashiwa Reysol, do Japão. No time alvinegro, conquistou mais dois títulos nacionais (1998 e 1999), além do Paulista e do Mundial de Clubes.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebol. Edilsonprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.