Ex-jogador inglês diz que Paul Gascoigne corre risco de morte

'Ele tem necessidades autodestrutivas que lhe põem em situações de vida ou morte', diz o ex-companheiro

EFE

03 de junho de 2008 | 17h07

O ex-jogador inglês Paul Gascoigne corre "risco de morte" e sua situação mental pode resultar em uma tragédia, segundo afirmou nesta terça-feira, Gary Mabbutt, seu ex-companheiro no Tottenham Hotspur. Em declarações à uma rádio britânica, o ex-zagueiro Mabbutt afirmou que Gascoigne enfrenta dificuldades para cumprir os tratamentos médicos. "Acho importante que as pessoas se dêem conta que Paul não é um bêbado famoso. Ele sofre de uma doença muito grave", afirmou. Segundo Mabbutt, o ex-jogador da Lazio não tem consciência do seu estado e "e por isso, tem recaídas após receber alta dos tratamentos". "Paul tem necessidades autodestrutivas que lhe põem em situações de vida ou morte. Se não tivermos cuidado, isto pode resultar em uma grave tragédia, disse. Gascoigne foi internado por problemas mentais no fim de semana e recebeu alta do hospital na segunda-feira.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.