Ex-jogador revela sua homossexualidade

O ex-jogador do Nacional, do Uruguai,Wilson Oliver, de 38 anos, revelou sua homossexualidadena edição de junho da revista Gay Barcelona, em cujas páginas denuncia o "ambiente hostil" que o homossexualismo vive no mundo do futebol. "Mesmo agora, quando decidi tornar pública minha história, e parade certo modo sair do armário pela porta grande, muitos de meus amigosme diziam: você está certo do que vai fazer? Vai se expordessa maneira?", explica o ex-jogador na entrevista à revista. "Tive uma história muito longa de dor, por não ser compreendidopelo povo e por mim mesmo. Descobri algo que não podiacompartilhar", diz o ex-jogador. Segundo um comunicado da revista Gay Barcelona, que assegura quetrata-se do primeiro caso de um jogador de futebol que torna públicoseu homossexualismo, Oliver deixou a carreira por não poder continuar vivendo marginalizado e discriminado pessoalmente. O ex-jogador não divulga seu homossexualismo, mas denuncia "oambiente hostil e pouco propício para tornar pública livremente aprópria sexualidade no mundo do futebol", e assegura que algunsjogadores optam por casar-se para assim desviar qualquer tipo deatenção sobre sua "vida dupla". Após ser visto freqüentando discotecas gay em seu país, Wilsonfoi afastado do Nacional do Uruguai e cedido ao Tanque Sisley,recebendo posteriormente o passe para poder deixar definitivamente oclube, informou o diretor da Gay Barcelona, David Bigorra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.