Ex-jogador Toninho pode virar gerente no Palmeiras

Nem César Sampaio nem Evair. Como ambos estão comprometidos com outros clubes (Pelotas-RS e Ponte Preta, respectivamente), a diretoria do Palmeiras estuda a possibilidade de convidar o ex-zagueiro Toninho para o cargo de gerente de futebol.O agora vice-presidente eleito Gilberto Cipullo admite que Toninho conta com a simpatia da diretoria do Palmerias. "Eu o conheço bem, ele era jogador na minha primeira época como diretor, é um bom nome", disse o dirigente. "Mas ainda não definimos, vamos cuidar disso com calma."Toninho admite que foi sondado por pessoas ligadas a Cipullo bem antes das eleições presidenciais do Palmeiras da última segunda-feira. "Ligaram para mim em dezembro. Mas não foi o Cipullo", contou.Formado em publicidade e propaganda, Toninho chegou a presidir o Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo, entre 1990 e 1993, quando ainda jogava no Palmeiras. Aposentado dos campos, foi gerente de futebol do Fortaleza entre 2005 e o início de 2006. "Ajudei o clube a conseguir sua melhor campanha na história do Brasileiro (13.º), em 2005", lembrou.César Sampaio ainda está cotado no Palmeiras. O ex-volante foi procurado, mas estaria reticente em assumir o cargo pois isso desviaria sua atenção nos investimentos no Pelotas.A intenção do presidente Affonso Della Monica é ter, além de Cipullo como vice-presidente de futebol, um diretor e um gerente remunerado no departamento. "Queremos ter um ex-jogador identificado com o clube nesse posto", explicou Cipullo.A idéia é dividir as tarefas do departamento, e não deixá-las centralizadas em uma pessoa, como ocorreu na época em que Salvador Hugo Palaia era o diretor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.