Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Divulgação
Divulgação

Ex-jogadora do Santos é presa por furto de carro

Bebel, que fez parte do extinto time da equipe alvinegra, foi detida com o namorado em São Paulo

08 de fevereiro de 2012 | 13h05

Stephane Gomes, ex-jogadora do extinto time de futebol feminino do Santos e conhecida no meio esportivo pelo apelido de Bebel, foi presa na tarde de terça-feira, em São Paulo, acusada de tentativa de furto. Acompanhada do namorado Rogério Marqueze, a atleta teria sido cúmplice no crime que foi falgrado pela Polícia Militar no bairro do Carrão, zona leste da capital. As informações são do jornal “Diário de São Paulo” desta quarta-feira.

Segundo relatos do porteiro Alessandro dos Santos Rodrigues, dono do carro que Stephane e o namorado tentavam furtar, Rogério Marqueze tentava abrir a porta do veículo com uma chave mixa, quando Alessandro se aproximou e perguntou o que estaria acontecendo. Os dois chegaram a discutir, mas depois o namorado de Stephane fugiu, entrando em um Tempra que a própria jogadora conduzia.

Acionada por Alessandro, Polícia Militar conseguiu alcançar o carro da ex-santista e levou os dois para a delegacia, onde Rogério assumiu o crime e confessou que o dinheiro encontrado dentro do veículo em que estava seria usado para comprar drogas. Stephane, por sua vez, disse que estava apenas acompanhando o namorado.

A jogadora passou a noite no 97º DP, no bairro de Americanópolis, e deve ser transferida para uma cadeia especial para mulheres nesta quarta. Rogério, também detido, foi levado para o CDP Belém.

Stephane, conhecida como Bebel nas equipes pelas quais passou, tem 23 anos e já jogou no São Bernardo, Foz do Iguaçu, Corinthians antes de chegar no Santos, onde atuou por dois meses apenas. A jogadora também já atuou pela seleção brasileira tanto na categoria de base, como na principal.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolsantosfcfutebol feminino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.