Reprodução/Twitter/Fluminense
Reprodução/Twitter/Fluminense

Ex-lateral da seleção brasileira, Rodrigues Neto morre aos 69 anos

Jogador defendeu Flamengo, Fluminense e Botafogo e participou da Copa do Mundo de 1978

Redação, Estadão Conteúdo

29 de abril de 2019 | 21h29

Rodrigues Neto, ex-lateral-esquerdo de Flamengo, Fluminense, Botafogo, Internacional e da seleção brasileira, morreu, nesta segunda-feira, aos 69 anos, em decorrência de trombose. Mineiro de Galiléia, ele sofria de diabetes e estava internado no Hospital de Bonsucesso, na zona norte do Rio.

Em nota nas redes sociais, o Flamengo, clube no qual Rodrigues Neto atuou por 439 jogos, marcou 30 gols e ganhou 12 títulos, lamentou a morte do jogador. "Com imenso pesar, informamos o falecimento de Rodrigues Neto, um dos maiores jogadores da história do Flamengo. O lateral-esquerdo defendeu o Rubro-Negro entre 1967 e 1975 e brilhou, conquistando títulos importantes com os Cariocas de 72 e 74."

Em 1976, Rodrigues Neto foi jogar no Fluminense, time no qual fez parte da "Máquina", ao lado de craques como Carlos Alberto Torres, Rivellino e Paulo César Caju. "O Fluminense lamenta o falecimento de Rodrigues Neto, lateral da Máquina Tricolor e campeão do Carioca, do Torneio Viña del Mar e do Torneio de Paris, todos em 1976. O clube presta solidariedade aos familiares e amigos do ex-jogador", escreveu no Twitter o clube das Laranjeiras.

Em 1978, Rodrigues Neto serviu a seleção brasileira na Copa do Mundo da Argentina, na qual participou de quatro jogos na campanha invicta da equipe do técnico Cláudio Coutinho, terceira colocada no Mundial. Ele era jogador do Botafogo. "Nota de Pesar: Clube lamenta o falecimento do ex-jogador Rodrigues Neto, uma das 47 convocações alvinegras para a Seleção Brasileira em Copas do Mundo. Disputou a Copa de 1978", lembrou o clube de General Severiano.

Rodrigues Neto também jogou pelo Internacional nos anos 1980. "O Inter lamenta com profundo pesar o falecimento de Rodrigues Neto, aos 69 anos. O lateral-esquerdo defendeu a camisa colorada nas temporadas de 1981 e 1982, quando conquistou o bicampeonato gaúcho. Desejamos força aos amigos e familiares", homenageou o clube gaúcho.

Lateral de muita força e preparo físico, Rodrigues Neto iniciou a carreira no Vitória-ES e encerrou no São Cristóvão. Passou também por Ferro Carril Oeste e Boca Juniors, ambos da Argentina, além de atuar no futebol de Hong Kong. Chegou a ser treinador do Moto Club, São Bento e dos juvenis do Fluminense.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.