Ex-Liverpool, australiano Harry Kewell anuncia aposentadoria

Meia foi campeão da Liga dos Campeões com o conjunto inglês em 2004/2005

Agência Estado

26 de março de 2014 | 09h25

MELBOURNE - Aos 35 anos, o meia-atacante Harry Kewell anunciou que está deixando o futebol. Depois de 18 anos como profissional, o australiano declarou que atuará somente até o fim da atual temporada do campeonato nacional de seu país. Desta forma, a última partida do jogador do Melbourne Heart acontecerá no dia 12 de abril.

"Eu senti que era a hora certa para ir embora nos meus termos", declarou Kewell em entrevista coletiva. O jogador sofreu com diversas lesões ao longo da carreira, principalmente nos últimos anos, mas negou que a decisão de abandonar o futebol tenha qualquer relação com sua condição física.

"O corpo está ótimo. Eu queria ser capaz de terminar onde eu ainda possa fazer coisas fora do futebol, todas as coisas que não pude fazer como jogador. Posso fazer isso agora", comentou. Kewell disse se sentir privilegiado pela carreira e por "sair sem sentir as costas ou os joelhos e ainda ser capaz de forçar meu corpo se quisesse treinar".

Jogador veloz e dono de um chute potente, Kewell fez carreira no futebol inglês. Ele deixou a Austrália aos 15 anos para atuar no Leeds, onde ficou até 2003, quando foi para o Liverpool. Lá, conquistou o título da Liga dos Campeões da Europa de 2004/2005, além da Copa da Inglaterra da temporada seguinte. Já veterano, foi para o Galatasaray em 2008, antes de voltar para seu país natal.

Kewell atuou em 56 partidas pela seleção australiana, nas quais marcou 17 gols, e disputou as Copas do Mundo de 2006 e 2010. Em 2012, ele foi eleito por torcedores, jornalistas, atletas e ex-atletas o melhor jogador da Austrália em todos os tempos. "Isso foi uma honra incrível e um título que eu sempre vou lembrar e do qual me orgulho muito", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.