Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Ex-Palmeiras e Atlético-MG, André Balada morre aos 42 anos após enfarte

Atacante se aposentou do futebol em 2017 e estava em casa em Uberlândia (MG) quando passou mal

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

06 de fevereiro de 2020 | 11h17

O ex-atacante André Moreira Neles, conhecido como André Balada, morreu nesta quinta-feira aos 42 anos em Uberlândia (MG), vítima de um enfarte em casa. Aposentado desde 2017, ele teve uma longa carreira e passou por clubes como Atlético-MG, Palmeiras, Vitória, Benfica e Porto. Também atuou pela seleção de Guiné Equatorial.

André Balada sofreu com a dependência química enquanto era jogador. Em entrevista ao Jornal da Tarde, do Grupo Estado, em 2008, ele admitiu que usava cocaína na época em que defendia o Palmeiras, em 2003. Como jogador, conviveu com a fama de gostar de vida noturna e de abusar do álcool. Porém, em entrevistas nos últimos anos, ele comentou ter se convertido à religião ainda em 2004.

Como atacante, André Balada começou a carreira no próprio Uberlândia, onde se destacou e depois foi para o Atlético-MG. No time alvinegro, em 2000, teve como grande momento marcar um gol na Argentina contra o Boca Juniors, que valeu a classificação da equipe à semifinal da Copa Mercosul. Além do futebol, chegou a compor músicas gospel e a lançar alguns CDs.

André Balada conquistou na carreira o Brasileiro da Série B de 2003, pelo Palmeiras, o Mineiro de 2000 com o Atlético-MG, e o Campeonato Gaúcho de 2003, pelo Inter.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasAtlético Mineiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.