@OfficialASRoma
@OfficialASRoma

Ex-palmeirense Viña assina contrato, ganha camisa 5 e é apresentado pela Roma

Lateral uruguaio diz que está realizando um sonho por atuar em uma grande equipe do futebol europeu

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2021 | 14h45

A Roma apresentou neste domingo seu novo lateral-esquerdo, o ex-palmeirense Matías Viña. O uruguaio assinou contrato até junho de 2026 e ganhou a camisa 5 na equipe dirigida por José Mourinho. Chega para substituir Spinazzola, que sofreu grave lesão defendendo a Itália na Eurocopa.

"A AS Roma tem o prazer de anunciar a contratação de Matias Viña. O clube anuncia que adquiriu definitivamente, ao Palmeiras, os direitos dos serviços desportivos do futebolista uruguaio, por um valor fixo de 13 milhões de euros (cerca de R$ 80 milhões).

O uruguaio revelou que atuar na Europa é a realização de um sonho de infância. "Estou emocionado por ter ingressado em um clube de tão prestígio", disse Viña. "Quando criança sonhava em jogar na Europa e poder fazê-lo com a camisa da Roma me deixa orgulhoso. Não vejo a hora de me colocar à disposição do treinador e dos companheiros e entrar em campo na frente da nossa torcida."

A satisfação do jogador foi compactuada pelos dirigentes romanos. "A chegada de Matias Viña permite-nos preencher da melhor forma a lacuna que se criou no nosso grupo na sequência da lesão de Spinazzola", comentou Tiago Pinto, diretor geral de futebol da Roma. 

O dirigente ainda fez questão de postar os títulos do uruguaio para mostrar que os italianos contrataram um campeão. "Aos 23 anos, Matias já conquistou vários títulos nos clubes onde jogou, primeiro no Uruguai e depois no Brasil, incluindo a Copa Libertadores. É um jogador de futebol com mentalidade vencedora e com grandes possibilidades de melhorar", concluiu Tiago Pinto.

Os palmeirenses lamentaram muito a negociação do jogador com a Roma. Até tentaram impedir, mas o clube explicou não ter o que fazer diante das altas cifras envolvidas no negócio e o desejo pessoal do jogador em ir para a Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.